Corrida

Quando passei a praticar meditação sob a orientação de Sri Chinmoy, no mesmo dia resolvi começar a praticar esportes. Simplesmente coloquei um tênis e saí para correr um pouco nas ruas do bairro...foi uma experiência interessante.

Eu nunca tinha corrido, exceto atrás da bola de futebol e para fugir da "mãe" na brincadeira de esconde-esconde. Assim, comecei a correr subindo a minha rua, o mais rápido que podia. Quase não cheguei ao fim da subida! Passei o resto dos minutos correndo e andando devagar, tentando me recuperar. Mas na volta, vi algo interessante. Um corredor num ritmo compassado, medido. "É isso," pensei. "Começarei num ritmo que consiga manter!"

Sri-Chinmoy-47-mile-finish.jpg

E isso foi o começo de muitas aventuras. As minhas favoritas foram as maratonas (corri 5 até hoje). Quarenta e dois quilômetros de corrida não é brindadeira! Quem corre 10km ou 20km pela primeira vez ficaria assustado com a idéia de correr 42km. Eu certamente fiquei!   Sri Chinmoy correu 22 maratonas e 5 ultramaratonas, sempre explicando que a corrida interior e a corrida exterior seguem juntas. Uma auxilia a outra. Um esportista desperta através de sua corrida, e sua corrida melhora com sua meditação.  
Ao lado: Sri Chinmoy completa uma ultramaratona de 47 milhas (75km)
 
   
Minha primeira corrida oficial foi a São Silvestre em 2004/2005, no ano novo. Simplesmente adorei! Foi muito difícil, mas corri o tempo todo, sem andar. Porque minha musculatura é sempre mais fraca que a média (sou naturalmente super-alongado), levei uns 10 dias pra conseguir correr de novo. Mas foi o começo de coisas muito maiores!   Depois resolvi treinar para correr uma maratona, que seria em agosto de 2005. Nessa época já tinha tênis de corrida (160 reais), mas também a minha falta de músculos havia feito com que meu joelho desenvolvesse um ferimento, condromalácia patelar. Meus treinos então eram limitados por esse fator. Eu saía para fazer um percurso de 14km nos dias ímpares, e nos pares eu corria menos, variando também a intensidade.
Run-and-Become-handwriting.png

 

 

 

(Sobre o tema.)

chegada-Patanga-e-Akrura.jpgA primeira maratona foi uma das melhores lembranças de minha vida. Eu estava lá, correndo atrás de mim mesmo, descobrindo minha força de vontade, indo além do corpo, buscando forças dentro de meu coração e na inspiração do meu Mestre. Cantava em silêncio, "My gratitude-heart always knows the way; my oneness-perfection always is the way."    Mais quatro maratonas se seguiram até hoje. E uma ultramaratona, inclusive! Foram 12 horas de marcha, sem parar, em Nova Iorque. É uma comemoração da vida de serviço de Sri Chinmoy no Ocidente. Completei cerca de 70km ao total. E, por mais que pareça estranho, minha percepção do mundo mudou.   Acho impossível alguém correr uma maratona e não se tornar uma pessoa melhor no processo. A auto-transcendência corre junto com os esportes.   A corrida não é melhor do que o ciclismo ou a natação, a meu ver. Cada um tem suas qualidades. Mas alguns de seus pontos fortes são:   
Simplicidade - basta sair na rua e correr. Tempo - não precisa ir até uma piscina para nadar e nem sair da cidade para pedalar na estrada Custo - não custa nada, salvo um par de tênis a cada seis meses.